Matemágica – Aprenda a ganhar dinheiro

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

Imagine que eu tenha uma divida de R$ 450,00 nas Casas Bahia, porém não tenho dinheiro para quitá-la.

O que eu faço então ? Procuro dois amigos e peço emprestado R$ 250,00 a cada um e fico com R$ 500,00.

Vou às Casas Bahia e quito minha dívida de R$ 450,00 e me sobram R$ 50,00.

Vou até a minha casa e deixo lá R$ 30,00 e levo R$ 20,00 comigo. Dirijo-me aos dois amigos e devolvo R$ 10,00 a cada, e assim fico devendo R$ 240,00 a cada um deles. R$ 240,00 + R$ 240,00 é igual a R$ 480,00. Mas em casa tenho os R$ 30,00 que somados perfazem R$ 510,00!!!

Alguém explica esta conta ? De onde surgiu estes R$ 10,00 ?? Alguém me empresta R$ 250,00 ??

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

24 comentários sobre “Matemágica – Aprenda a ganhar dinheiro

  1. …que somados???
    nah! nao pode somar o que deve com o que tem em casa, senao estara incluindo duplamente os 30. nada de 480 + 30.

    entao…
    tens: 450(loja) + 30(casa) = 480
    deve: 500(pediu) – 20(devolveu) = 480

  2. O Cálculo é o seguinte:

    Com os 500,00 emprestados foram adquiridos bens no valor de $ 450,00 (quitação da dívida nas Casas Bahia), ok?

    Dos $ 50,00 restantes foram pagos $ 20,00 aos credores e deixados $30,00 em casa;

    Como o débito inicial era $ 500,00 – com o pagamento dos $20,00 – o débito final está em R$ 480,00 ;
    O demonstrativo final é o seguinte:

    $ 480,00 no passivo (débitos a terceiros);
    $ 480,00 no ativo ($450,00 em bens e $ 30,00 no caixa).

    É por isto que “tem muita gente” ganhando dinheiro….

  3. na verdade você tem q subtrair os 30,00 restantes para ficar 450,00

    pq de 500,00 ( divida dos amigos ) vc subtraiu 20,00 q fica 480,00 vc tem q subtrair os 30,00 restantes pra ficar 450,00 ( conta das casas bahia )

    ai fica tudo certo 450,00 dvida e 50,00 que sobrou então 500,00

  4. Você comprou nas casas Bahia ? Você é louco ? Se tivesse guardado o dinheiro na poupança durante um tempo equivalente a metade do número de prestações agora não teria de pedir dinheiro emprestado para ninguem !!!

  5. os 500 qu de foi pego dos colegas ok.
    450 das C.BA
    50 sobra
    deixa 30 em casa,leva 20 para p/ os colegas 10 e 10 continua a dever 240 cada colega q é =480 ok
    só q tem 30 em casa
    R: Porém quando for paga o restante, ele tem 450 q ñ pagou as C.bahia
    + 30 em casa = 480 com 10 +10 q ja foram pragos 20 tota =500 (

  6. amigo vc pediu 500,00 para pagar sua divida de 450,00 entao nenhuma sobra nesta conta pode ser sua ok, muito menos guardar 30,00 e distribuir 20,00 o correto seria devolver 25,00 para cada um dos amigos, e continuaria assim a dever 225,00 a cada um deles, somaria o total de 250,00 a cada um que resultaria os emprestados 500,00.

  7. vc ñ deve mais 450,00 a casas Bahia
    mas deve agora 480,00
    240,00 pra um
    240,00 pra outro amigo.480,00+20,00 de devolução aos amigos= aos 500,00 que você emprestou

  8. ISTO SE EXPLICA DEVIDO UMA REGRA DE PORCENTAGEM MUITO USADAS PELOS VENDEDORES . A PORCENTAGEM DO LUCRO FINAL OBTIDO É SEMPRE 5 % MAIOR .

  9. Deve R$ 450,00, emprestou R$ 500,00:
    R$ 500,00 – 30,00= R$ 470.00 – 20,00= R$ 450,00,Resposta Você Deve Agora R$500,00

    R$ 450,00 pagou e ficou devendo R$ 500,00 para os AMIGOS,e fim de PAPO.

    Esse Jogo de sobrar é de politico POLITICO.

  10. foi 3 pessoas ao restaurante e a conta ficou 30 reais então cada pessoa deu 10 reias o dono do restaurante disse para o garçon devolver 5 reais para os 3 clientes, o garrçon espertinho embolsou 2 reais e deu 1 real para cada cliente totalizando 3 reais, e o garçon ficou com 2 reais …
    então ficou 9 reais para cada cliente e 3 x 9 =27
    mais 2 reais com o garçon dá 29, e cade um real que falta

  11. Rapaz com uma inteligência dessa eu não estaria mais aqui iria morar na lua portanto seia lunático.
    Paraaaaaaaaaaaaaaaaaaabéns

  12. todas essas contas vocês encontram no livro de “malba tahan o homem que calculava”.

    e tem outras melhores ainda.

    Um abraço.

  13. Esquentei minha cabêça, e não consegui descobrir o que realmente aconteceu..esse é o cara..e nenhuma dessas respostas convenceram.

  14. Com 54 anos ja vi muito quebra cabeças,mas esse foi o pior que ja me deparei..acredito que va levar alguém à loucura,porque não basta explicar,tem que convencer do resultado.

  15. seu burro! R$ 30.00 é o q vc tem e R$480,00 eh o q vc deve se vc somar tudo é obvio q vc vai fazer brotar dinheiro!!!! topeira!!!

  16. Primeiramente reconheço que é um calculo bem elaborado mais a matemática não é falha então vejamos:

    vc deve 450 as CASAS BAHIA
    pega emprestado 250 com um amigo e mais 250 com oltro totalizando 500

    agora paremos para analizar:

    -450 + -500 = -950 vc agora tem dívidas que totalizam 950

    mais tem 500 em mãos
    continuando…

    vc paga as CASAS BAHIA a sua dívida com eles que é de 450
    e te sobram 50

    paremos novamente para analizar:

    -950 + 450 = -500

    agora vc tem uma dívida total de 500
    250 a um amigo e mais 250 a oltro

    continuando…

    vc paga 20 de súa dívida total que é de 500
    vc agora então deve 480

    paremos novamente:

    -500 + 20 = 480
    vc ainda tem 30 reais positivo certo? e deve 480

    agora é o “pulo do gato”

    continuando…

    se vc deve 480 no caso

    -480

    se vc acrescentar os 30 que ainda tem vc fica com a mesma dívida inicial !!!!
    veremos agora na equação correta:

    -480 + 30 = 450

    :)

    agora a equação somente:

    -450
    + -500
    ———
    -950
    + 450
    ———
    -500
    + 20
    ——–
    -480
    + 30
    ————————
    Total= -450

    explicação:

    como o a eguação está vaga nos perdemos na questão de positivo (+) e negativo (-)
    mas se lembrarmos que no fim ele adiciona 30 posito a 480 negativo fica mais fácil de percerber
    que não existe forma de se somar lucro a dívida. primeiro temos que excluir a dívida e depois somar lucro com lucro. dívida só pode ser somada a dívida.

    Carlos Maick Gomes de Oliveira
    nasc: 18/03/1993

  17. O que você deveria ter feito com os R$ 30 era exatamente a mesma coisa com aquilo que fez com os R$ 20 – ou seja, devolver o valor, e não somar. Vou explicar aqui porque!

    Confesso que inicialmente fique um pouco confuso com o problema da forma como ele foi apresentado, senão até mesmo constrangido de certa forma. Mas isso é normal no início… Esse tipo de raciocínio falso chama-se SOFISMA.

    **Somente um Aviso: Jamais se esqueçam de que a matemática é perfeita, e não há qualquer chance sequer na vida de enriquecer através do uso de fórmulas matemáticas “milagrosas”. Não é possível enganar as pessoas e o mundo por muito tempo, e um dia seu castelinho de areia certamente irá cair por terra totalmente caso opte por este caminho.

    Pois bem, quando você soma R$ 480 com R$ 30, na verdade isso está errado, pois precisamos levar em consideração que os R$ 30 é o valor que você pegou emprestado no início, e esta quantia já está embutida dentro do valor total do empréstimo de R$ 480. Se você agir desta forma estaria somando o valor R$ 480 com ele mesmo, pois os R$ 30 provém justamente desta quantia. Podemos até mesmo dizer que neste caso R$ 30 (trinta reais) é igual a R$ 480.

    Ué?? Mas como assim, uma coisa é igual a outra?? Por que??

    É muito fácil explicar isso!!

    Pois vejamos:

    As pessoas não conseguem enxergar esta igualdade simplesmente porque R$ 30 é menor do que R$ 480. Só que antes o valor total desta quantia era R$ 480, porém acontece que você gastou R$ 450 – e daí ficou somente com R$ 30. Entendeu?? Pois então, o valor de R$ 30 continua fazendo parte daquele valor que você pegou emprestado inicialmente. As duas coisas são exatamente iguais entre si! Uma coisa é igual a outra sim!

    Acontece que uma coisa é intangível (abstrato), e a outra é tangível (concreta).

    Por exemplo, o termo dívida é algo intangível (abstrato) – mas o dinheiro que encontra-se na sua mão é algo concreto (tangível).
    Porém, o dinheiro que está na sua mão foi emprestado, por isso tornou-se uma dívida.

    Ou seja, o dinheiro que está na sua mão é a sua própria dívida. Se você somar o valor da sua dívida com o valor do dinheiro que está na sua mão neste momento (que é o que você tentou fazer, não adianta fingir que não aconteceu nada disso) você estaria somando a sua dívida com ela mesma!! Kkkkkkkkkkkk

    Se você somar uma coisa com a outra, ou seja, ao somar R$ 480 + R$ 30 você estaria somando a sua dívida com ela mesma, e isso não é possível de ser feito! A não ser que você insista muito. Neste caso, fica a critério seu, e além disso, eu faço questão de emprestar dinheiro para você na hora que você quiser, afinal de contas, eu sei que você sempre vai me pagar em dobro mesmo!! Kkkkkkkkkk

    Você somente deve somar dívidas que são diferentes entre si, mas nunca uma dívida com ela mesma!! Seria, no mínimo, burrice agir assim.

    Você não pode somar uma dívida com o dinheiro que você tem no caixa proveniente dela, pois o dinheiro em caixa é justamente a sua própria divida que você contraiu.

    Quando você soma R$ 250 + R$ 250 neste caso você está somando corretamente dívidas diferentes entre si. Aí sim está certo!

    Mas quando você pega dinheiro emprestado de alguém, o valor que está em suas mãos atualmente corresponde justamente ao valor da sua dívida. Bem óbvio, não é mesmo?? Entendeu?? Kkkkkk

    Agora, por exemplo, preste atenção, eu empresto R$ 500 para você.
    Após isso você gasta R$ 450, e fica com R$ 50 (cinqüenta reais) restantes. Após isso novamente você me devolve R$ 20. Agora você fica somente devendo somente R$ 480. Correto??

    CERTO!! CORRETÍSSIMO!!

    E agora você tem somente R$ 30 (trinta reais) nas mãos.

    Estes R$ 30 são provenientes daqueles R$ 500 que você havia pegado emprestado comigo anteriormente. Se você somar o valor de R$ 500 + R$ 30 você estaria me devendo então R$ 530 no total??

    É claro que não!! Os R$ 30 são justamente os próprios R$ 500 que você havia pegado emprestado anteriormente. Já estão embutidos neste valor inicial.

    Se você agisse desta forma seria como você estivesse somando uma dívida com ela mesma!! Kkkkkkkkk

    No máximo o que pode ser feito neste caso é somar a dívida com o valor que você pretende devolver, desta forma mais precisamente:

    R$ 480 + (-30) = R$ 450

    Ou seja, eu vou juntar o valor que eu estou devendo atualmente com uma parte do valor que estarei DEVOLVENDO, que neste caso são os R$ 30.

    Ora, se eu estou DEVENDO R$ 480, e somo com o valor de R$ 30 (que eu estou querendo DEVOLVER), neste caso eu ficarai devendo somente R$ 450 a partir de agora. Certo? Sim!!

    Pois eu acabei de devolver mais R$ 30 agora.

    Ou seja, novamente, você deve somar o valor da sua dívida com o valor que você está devolvendo. A expressão aritmética ficaria daquela forma que eu havia informado antes:

    R$ 480 + (-30) = R$ 450

    O que você não pode fazer é somar diretamente uma coisa com a outra, por exemplo: R$ 480 + 30 = 510

    O resultado aqui seria um absurdo fora da realidade. Neste caso você estaria sendo muito literal, até mesmo de certa forma infantil.

    Somente finalizando, é preciso entender que os R$ 30 já fazem parte do valor total da sua dívida restante de R$ 480. Aquele valor já encontra-se embutido no valor final da dívida, não havendo, portanto, a necessidade de somar o valor da dívida com ela mesma. Os R$ 30 são os próprios R$ 480 que você havia pegado emprestado anteriormente, acredite se quiser! Acontece que você gastou R$ 450, daí obviamente ficou somente com R$ 30 restantes. Mas um dia o valor total já foi R$ 480. Ah!! Isso foi sim, com certeza!! Kkkkkk

    O que você fez de errado aqui, caro irmão, foi simplesmente ter confundido os padrões semelhantes lógicos de raciocínio. Algo que pode acontecer com qualquer um, diga-se de passagem.

    *Este episódio trata-se de um problema que envolve conjuntos numéricos misturado com um problema de ordem lingüística, ou seja, de interpretação de texto, se você parar para pensar bem é isso mesmo. Interessante!! K :D

  18. Agora, vou relatar aqui um problema parecido com aquele que havia sido exposto e solucionado anteriormente. Prestem bem atenção.

    Imagine que eu estou devendo R$ 30 para um amigo. Ele está impacientíssimo me cobrando o dinheiro diariamente, toda hora, mas eu não tenho esta quantia para lhe pagar de imediato. O que fazer, então??

    Neste caso, eu faço o seguinte:

    – Ta ok!! O vou lhe pagar o dinheiro que estou lhe devendo sim. Mas ante disso, será que você poderia me emprestar mais R$ 20??

    Ele responderia:

    – Ok! Vou lhe emprestar esta grana sim, depois você me paga tudo de uma vez, então!!

    – Tá ok, então! Eu lhe responderia.

    Mais ou menos umas 2 horas e meia depois do fato ocorrido, eu me dirigiria até ele e falaria assim:

    – Olha, sabe aqueles R$ 30 que eu estava lhe devendo?? Pois bem, vou lhe adiantar um pouco de dinheiro agora, portanto lhe darei R$ 20 (que é o dinheiro que havia tomado emprestado). Daí, após isso, eu somente ficarei devendo R$ 10 (dez reais) do valor total. Correto??

    Certamente ele responderia sem hesitar:

    – Sim, claro Jackson! Depois você me paga os R$ 10 (dez reais) restantes.

    Daí então, após um certo tempo, eu chegaria para ele e lhe pagaria definitivamente os R$ 10 restantes:

    – João, toma aqueles R$ 10 que estavam faltando para eu quitar a minha dívida contigo. Agora não estou lhe devendo absolutamente mais nada. Certo??

    Ele:

    – Sim! Está corretíssimo caro amigo Jackson!

    No entanto, provavelmente ele chegaria até mim outra hora ou em outro dia e diria o seguinte:

    – Jackson, será que você tem como me pagar aqueles R$ 20 que você havia pegado emprestado de mim naquela hora??

    – Maliciosamente, eu poderia falar o seguinte:

    – Olha João, você se recorda que eu já lhe paguei este valor em outro dia desses?? Você não se lembra naquele dia em que eu cheguei para você com R$ 20 (vinte reais) e entreguei diretamente em suas mãos??

    – Provavelmente, ele diria o seguinte também:

    – Ah!! É mesmo Jackson!! Pode crer velho!! Sinceramente peço desculpas a você caro amigo!! Realmente você já me pagou este valor! Portanto, já não está me devendo mais nada atualmente!! Minhas sinceras desculpas pelo meu equívoco caro amigo Jackson!! KKkkk (desconcertado e sem graça)

    Ora, o que aconteceu aqui foi exatamente quase a mesma coisa que acontece com você aos descrever o problema dos R$ 500 inicialmente antes. Foi uma confusão de padrões semelhantes de raciocínio.

    Realmente é preciso prestar bastante atenção na vida às vezes com relação a isso. Caso contrário, o prejuízo pode ser só seu!! Mas isso pode acontecer com qualquer um na vida! É só prestar atenção! Kkkk

    Este exemplo já havia sido criado por mim mesmo dias atrás (faz tempo), só que eu ainda havia tido uma oportunidade de colocá-lo em prática durante uma explicação conforme eu tive aqui atualmente.

    Fim, pessoal!!

    *Espero que tenham gostado da minha história!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prove que você não é um robo *