Arquivo da tag: PHP

PHP: Converter formato de data brasilera para data internacional, mysql, etc….

A mais de 7 anos atras escrevi um post aqui no blog de como tratar as datas em formato brasileiro (dd/mm/YYYY) para gringolandia (YYYY-mm-dd). Este post já se tornou obsoleto, pois a partir do PHP 5.2 existe uma maneira mais mágica de fazer, a qual lhe apresento agora.

Basta instânciar o objeto, passando como parametro o formato que a data vai chegar, e logicamente, passar a data.

1
$date = DateTime::createFromFormat('d/m/Y', $_POST['date']);

Depois de receber a data em uma variavel, neste caso, atraves de um POST, o resto é so imprimir no formato que você indicar:

1
echo $date->format('Y-m-d');

Pronto, dica rápida … no mais, documentação:
http://php.net/manual/en/datetime.createfromformat.php

Esta tão facil de entender que vou explicar so porque eu sou chato. Tanto na hora de receber, quanto na hora de imprimir a data você pode usar qualquer formato, seja:

  • d/m/y
  • d-m-y
  • y/m/d
  • y-m-d
  • Y-m-d H:i:s
  • H:i:s
    • etc…
      • etc…
        • etc…

Outros métodos não menos eficiêntes, você confere aqui e aqui.

Se quiser saber sobre o desempenho de algumas destas funções, visite o blog do Beraldo, la tem um post mais completo sobre o assunto.

no mais, have fun!

PHP: Normalizar string para usar na URL amigável/dinâmica

A tempos atras aqui mesmo no blog, postei um artigo ensinando a Como fazer URLs amigaveis com .htaccess e php. Entretanto, para ficar mais completo, você pode incrementar a função abaixo:

1
2
3
4
5
6
7
8
function NormalizaURL($str){
    $str = strtolower(utf8_decode($str)); $i=1;
    $str = strtr($str, utf8_decode('àáâãäåæçèéêëìíîïñòóôõöøùúûýýÿ'), 'aaaaaaaceeeeiiiinoooooouuuyyy');
    $str = preg_replace("/([^a-z0-9])/",'-',utf8_encode($str));
    while($i>0) $str = str_replace('--','-',$str,$i);
    if (substr($str, -1) == '-') $str = substr($str, 0, -1);
    return $str;
}

ela fará que uma string se torne uma URL amigável, ou seja, de fácil leitura humana e dos buscadores (SEO).

Por exemplo, você tem uma noticia com o titulo:
Rihanna toma caipirinha, come picolé, tatua braço e faz castelo na areia no RJ

Ao passar pelo codigo, ira retornar:
rihanna-toma-caipirinha-come-picole-tatua-braco-e-faz-castelo-na-areia-no-rj

Agora é so montar a url como desejar, por exemplo:
http://seudominio.com.br/2134/rihanna-toma-caipirinha-come-picole-tatua-braco-e-faz-castelo-na-areia-no-rj.html

Onde, seudominio é o seu domínio, 2134 seria o ID da matéria no banco de dados, e o restante apenas uma mascara para indexação nos buscadores. ;)

Have Fun!

Retorno Automático de Dados do PagSeguro em PHP/MySQL (com produtos) – Versão 2.0

Enfim, como prometido a nova versão do Retorno de dados do Pagseguro. As maiores novidades ficaram por conta da utilização a nova URL do PagSeguro para validação e a captura completa dos produtos.

Agora ficou mais fácil a instalação do mesmo, basta baixar o script abaixo, descompactar e editar  o PagSeguroRetornoConfig.php inserindo os dados solicitados. Depois basta configurar o banco de dados Mysql e utilizar o arquivo SQL disponível para criar as tabelas.

Download do script de Retorno de Dados Automatico do Pagseguro 2.0

 

Você deve configurar a sua conta no PagSeguro para ativar o Retorno Automático de dados, para isso, entre no seu PagSeguro, nas opcao Preferencias > Retorno Automatico de Dados. Basta ativar a URL de retorno e colocar o endereço completo da URL do arquivo. Neste mesmo local é onde você vai gerar o seu Token, solicitada no arquivo de configurações.

Feito isso, o seu Retorno já esta funcional.

Para testar seu script não é preciso fazer um pagamento, basta abrir o arquivo TestarCompra.php colocar o seu e-mail e enviar para o seu FTP. Feito isso, é so acessar o arquivo, gerar uma compra aleatoria e escolher BOLETO BANCARIO para pagamento. Depois de confirmar a compra por boleto e aguardar o tempo solicitado, as suas tabelas já terão os dados da compra, bem como os produtos gerados.

Ps: Se você não é programador, não faça perguntas, peça um orçamento atraves do contato.

É isso ae! La pergunta?

Calcular tabela Price em PHP (PGTO no Excel)

Um cliente me solicitou um sistema para simulação de emprestimos, até ae tudo bem. Me enviou uma planilha na qual estava  uma simulação utilizando a famosa tabela price, para isso usava uma função no EXCEL que é denominada PGTO. Esta função basicamente faz todos os calculos necessários para determinar o valor da parcela mensal a ser paga.

Mas como em PHP não existe esta função PGTO, mãos a massa:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
// Funcao para Calcular valor da Parcela - Tabela Price

function Price($Valor, $Parcelas, $Juros) {

$Juros = bcdiv($Juros,100,15);
$E=1.0;
$cont=1.0;

for($k=1;$k<=$Parcelas;$k++)
{
$cont= bcmul($cont,bcadd($Juros,1,15),15);
$E=bcadd($E,$cont,15);
}
$E=bcsub($E,$cont,15);

$Valor = bcmul($Valor,$cont,15);
return bcdiv($Valor,$E,15);
}

// Exemplo de utilização
echo Price($Valor, $Parcelas, $Juros);

Encontrei a solução na iMasters Fóruns (em um post bem antigo por sinal), que por sua vez estava escrita em C++, apenas tive o trabalho de converter para PHP. Usei sempre os operadores matemáticos BC do PHP, para arbitrariamente utilizar até 15 casas decimais nos cálculos.

Para quem quiser conferir ou apenas conhecer por curiosidade o calculo, segue abaixo:

x=C*((1+i)^n)/ somatoria de (1+i)^k para k=0 ate k = n-1

Sendo: C = Valor, n = Parcelas, i = Juros

Agradecimento aos meus colaboradores Magno e Daniel da Brainatwork, que ficaram pentelhando e dando palpites durante a conversão da função

Retorno Automático PagSeguro em PHP/MySQL funcionando

ATENÇÃO: Já esta disponivel a versão 2.0 deste script, mais segurança e agora coletando informações dos produtos, clique aqui.

Que o PagSeguro é realmente um dos melhores meios de pagamento da web, isso ninguem dúvida. Mas como integra-lo ao seu sistema de e-commerce? O site de ajuda do PagSeguro tenta ser claro e explicativo, mas o fato é, o script disponível no site simplismente não funciona.

ATENÇÃO: Já esta disponivel a versão 2.0 deste script, mais segurança e agora coletando informações dos produtos, clique aqui.

Vamos aos erros…

No script PHP do PagSeguro eles usam uma função que se chama, tep_not_null() que não é uma função nativa do PHP, ou seja, o seu script não irá funcionar. Esta função pode ser encontrada no OsCommerce (que não recomendo) ou em outros scripts pela internet. Bola fora, porque este exemplo dado por eles serve justamente para implantar em outros sistemas, ja que os modulos para esses scripts prontos estão disponíveis no proprio site.

Erro apresentado: Fatal error: Call to undefined function tep_not_null() in /teste/pagseguro.php on line 53

… existem outras melhorias que podem ser feitas no script PHP oferecido pelo PagSeguro, não irei comentar, irei implementar mais abaixo, ok?

No script de criação de tabelas MySQL do PagSeguro existe alguns erros básicos e curiosidades tambem. O primeiro é o seguinte, para que existe a tabela PagSeguroTransacoesProdutos sendo que em nenhum dos scripts de linguagem oferecidos por ele existe a inclusão de dados nesta tabela? Com certeza fail. Na outra tabela PagSeguroTransacoes, esta sim é utilizada, mesmo assim com erros gritantes. Como por exemplo, o campo TransacaoID como chave primaria. Porque erro? Porque o PagSeguro faz um post cada vez que é atualizado a transação, desta maneira que esta apenas a primeira inclusão será feita no MySQL, as confirmações de pagamento, cancelamento ou outro status diferente da transação que será postado posteriormente serão ignoradas pelo MySQL pois so pode existir um registro com cada chave primária. Trocando em miudos, você não sabe quem pagou ou não, pois a transanção não será atualizada.

Erro apresentado: #1062 – Duplicate entry ‘TransacaoID’ for key 1

Ta bom ou quer mais? Mais? tem muita coisa, como falta de um campo data para saber quando aconteceu a confirmação, um campo de flag para saber o que você ja atualizou no sistema ou não, etc. Essas implementações eu irei fazer a seguir.

Coloquei o dedo na ferida, e agora? E agora vamos a…

 

Implementação

Tentei comentar o código de forma simples e sucinta, então qualquer explicação seria chuver no molhado, vamos lá.

N/D

Basicamente, ele se conecta no MySQL, depois checa através do CURL se foi realmente o PagSeguro que enviou a postagem, recebe os dados via post e grava os dados na tabela.

… mas que tabela? Ahh sim… vamos a criação da tabela do MySQL.

1
 

N/D

Na tabela acima todos os campos são basicamente os dados recebidos do PagSeguro. Existem mais campos adicionais que vem em POST tambem que não quis colocar, se você tiver conhecimento basta ler o manual do PagSeguro e adicionar os campos.

Os indices que coloquei foram 3. O primeiro de tipo UNIQUE em TransacaoID e StatusTransacao para evitar que um registro seja enviado mais de uma vez, isso pode ocorrer em servidores com conexão lenta, é melhor remediar, pois estamos falando de transações financeiras. Os outros dois são indices de chave (KEY) apenas, para indexar e deixar sua busca pelos registros mais rapidas. O primeiro é na Referencia, campo que você envia ao PagSeguro na hora da compra para vincular o pagamento a ele, seria nossa chave. O segundo é um campo criado por mim, status que nada mais é que uma flag que uso no meu sistema, para saber quando ja usei aquele registro ou não, por padrão, todos os registros inseridos tem status zero.

Legal ter o código aberto no blog, mas eu gosto de facilidade quando busco em outros blogs, por isso a partir de hoje, qualquer código estará disponivel tambem para download.

ATENÇÃO: Já esta disponivel a versão 2.0 deste script, mais segurança e agora coletando informações dos produtos, clique aqui.

download Faça download do código aqui.

… bem, acho que depois de um longo tempo sem atualizar o blog devido a uma cirurgia de redução de estomago (vou falar sobre isso depois), é uma postagem importante e relevante para os desenvolvedores da área. Espero que tenham gostado.

Have Fun!

ATENÇÃO: Já esta disponivel a versão 2.0 deste script, mais segurança e agora coletando informações dos produtos, clique aqui.